Alunos do projeto TecEscola criam projetos de site para aprender web design

Feminismo, história do rap, culinária, vôlei. Esses foram alguns temas escolhidos pelos alunos do projeto TecEscola como ponto de partida para a criação de um site. O desafio surgiu como resultado prático do curso presencial de Web Design oferecido aos jovens na sede da ONG Recode. Ao longo de 30 horas, as turmas aprenderam a criar uma página com textos, links, vídeos e fotos.

Ao final do curso, todos foram estimulados a apresentar o projeto e compartilhar suas ideias. “Nunca pensei em fazer um site e deu para ver que não é tão difícil assim. É muito bom poder mexer e ler no computador”, conta Chaylon Silvanir dos Santos, que fez uma página sobre uma empresa de celular. Arriscar e aprender fazendo foi a lição aprendida por Paulina Araújo. “Eu sempre tive medo de começar algo meu, uma ideia minha. Mas o professor respeitava nossas ideias e isso me fortaleceu, fui conseguindo. Agora eu acho que a gente tem que arriscar para ver se dá certo”, comemora a jovem, autora de site sobre cuidados com cabelos cacheados.

Milena Aguiar, que é engajada no movimento feminista há três anos, também se surpreendeu com o próprio potencial. “Esse conhecimento pode me ajudar a encontrar um emprego, e é uma nova possibilidade de carreira”, diz ela. Grávida de nove meses, Khayla Cristine Dias não perdeu a oportunidade de melhorar o currículo. Bastante engajada nas aulas, ela propôs um site com dicas para outras futuras mães de primeira viagem. Ela fez questão de se matricular no segundo curso, de Introdução à Programação, e confirmou a vocação para seguir carreira na área.