Estudante quer dar visibilidade para ONG de Niterói

Durante o curso do Programa Recode realizado na parceira com o Centro Juvenil Oratório Mamãe Margarida, em Niterói, Antonio Carlos Alves Filho percebeu que, com conhecimento em tecnologia, poderia contribuir para mudar a própria realidade.

Antonio é um jovem de 15 anos, estudante do 9º ano do Ensino Fundamental e morador de Santa Rosa, bairro de Niterói. Ele é apaixonado por inovação e sonha em trabalhar com tecnologia.

Ele teve suas primeiras noções de como desenvolver um app durante o curso, que apresenta os primeiros passos sobre modelagem de aplicativos. O adolescente, de 15 anos, notou que poderia tornar o conteúdo da programação do Centro Juvenil Oratório Mamãe Margarida mais acessível e atraente, alcançando, assim, um público maior de participantes para as atividades realizadas na ONG. A ideia é que o aplicativo seja interativo, e deixe a forma de comunicação da ONG mais moderna e atual.

Foi assim que ele passou a coordenar outros 16 jovens para ajudar no desenvolvimento do escopo de um app em que usuários teriam acesso à uma gama de informações sobre o dia a dia da Organização. O grupo se dividiu para contribuir nessa cocriação em áreas como tecnologia, esportes, cultura, ações e festas.

“Sentia falta de uma ferramenta interativa para apresentar a ONG. Seria legal para quem não conhece se informar sobre o que acontece lá dentro, porque, em geral, quem passa a conhecer, gosta de lá, e das atividades que acontecem lá”, conta Antonio, que em 2017 segue em busca de parceiros para dar asas a sua ideia.