Jovem conquista emprego e quer empreender após participar do Programa Recode

Giuliana Oliveira, de 22 anos, estava sem estudar e sem trabalhar quando soube, por meio de uma notícia de jornal, dos cursos gratuitos do Programa Recode em São Paulo. Apaixonada por tecnologia, não pensou duas vezes: matriculou-se e aproveitou todas as oportunidades oferecidas pelo Programa. Além de ter conseguido um emprego, ela descobriu seu próprio potencial para se tornar uma empreendedora social, aliando seu conhecimento técnico a habilidades de gestão.

A jovem fez todo o ensino fundamental e médio em escola pública e conseguiu uma bolsa integral para se formar no curso de tecnólogo em Gestão de TI. Mas faltavam incentivos para sonhar mais alto.  “O curso do Programa Recode foi uma alavanca na minha carreira. Me colocou em contato com desenvolvedores, diretores de empresas de tecnologia e mentores que me ajudaram, mostrando como vender um projeto e tirar uma ideia do papel”, conta ela.

Giuliana fez os módulos de Introdução ao Mundo Digital e Modelagem de Aplicativos e Introdução à Gestão de Projetos, quando aprendeu a criar um protótipo de app para resolver um problema social. E aproveitou uma série de outras oportunidades oferecidas pelo programa.

 

WORKSHOPS

Para melhorar suas habilidades como empreendedora, Giuliana participou de oficinas de empreendedorismo oferecidas por meio de uma parceria com os profissionais do Coletividad, em temas como prototipação em UX e Unreal Engine.

No final de 2016, ela apresentou com seu grupo uma proposta de app no evento de Reconhecimento do Programa Recode, uma experiência em formato dehackaton para valorizar as ideias desenvolvidas nas formações.

O grupo da Giuliana também foi convidado para o evento preparatório da etapa brasileira para a “Imagine Cup”, uma espécie de “Copa do Mundo da computação” que transforma projetos acadêmicos em startups de sucesso. No encontro realizado na sede da empresa Microsoft, os jovens aprenderam conceitos de Design Thinking e Pitching e puderam se inspirar para concorrer com projetos nos próximos anos.

A partir do desafio prático de pensar em um app para resolver um problema social, ela se integrou a outros dois jovens para desenvolver a proposta do EducaFree, que oferece um mapeamento de cursos gratuitos para estimular a formação de jovens. “Com o EducaFree, queremos formar pessoas. Queremos mostrar que há muitos jovens desempregados por falta de formação e de oportunidade.”

Com tanto conhecimento adquirido, ela conseguiu emprego na área de TI e segue motivada em viabilizar sua ideia de criar o próprio negócio. Enquanto trabalha na proposta de um financiamento coletivo para desenvolver o projeto do app, Giuliana busca constantemente por novos conhecimentos e, melhor ainda, sabe que não há limites para sonhar alto e fazer a diferença.

Com colaboração de Tatiana Fernandes