O que é Internet das coisas e como ela vai facilitar nosso dia a dia

O que parecia ficção cientifica já é realidade. A IOT (da sigla em inglês, Internet of Things) é exatamente o que parece: utensílios do dia a dia ou que normalmente não seriam conectados ligados à rede mundial de computadores. Com ela, o mundo virtual e o mundo ‘real’ estão cada vez mais misturados.

Mas como funciona?

A Internet das coisas é como um tripé: são três elementos básicos para que funcione e que seja utilitária de alguma maneira. Precisamos de um dispositivo, um sistema de controle e, claro, da Internet.

Um dispositivo qualquer é conectado a um computador com acesso à Internet. Também são instalados sensores para se obter as informações necessárias que, dependendo da finalidade, serão analisadas e enviadas, via rede, ao usuário. Por exemplo, uma geladeira conectada poderia avisar quando o leite acabar. Um monitor cardíaco conectado ao celular do médico avisaria se algo acontecesse ao paciente.

E por onde já se encontra a IOT?

Na prática, a Internet das coisas já está por aí! Dá uma olhada nesses exemplos:

  • Segurança: já existe uma chave eletrônica que, conectada ao smartphone do morador, traz diversas possibilidades. Esqueceu de trancar a porta? Basta um comando do celular. A visita chegou enquanto você está no mercado? É só liberar o acesso. E alguém pulou o muro? O app te envia fotos.
  • Cuidados com bebês: brasileiros inventaram uma chupeta equipada com sensores especiais que monitoram a temperatura usual do bebê, fluxo de saliva e demais sinais vitais. Se algo sair do normal, o dispositivo envia alertas para os pais indicando a necessidade de maiores cuidados ou atenção médica.
  • Praticidade: lembra do exemplo da geladeira? Pois ele já está por aí! O usuário realmente pode ser avisado quando um produto estiver perto de acabar ou estragar. É possível regular a temperatura à distância e ver fotos do interior do aparelho enquanto estiver fazendo compras, por exemplo.