Professora de Ciências cria app para falar de sexualidade com os alunos

Conhecer os desafios do nosso tempo, ter consciência do seu poder transformador e saber usar a tecnologia para criar soluções que melhorem sua vida e seu cotidiano. Sabendo a importância e o tabu que ainda é debater sobre sexualidade com jovens no ambiente escolar, a professora de Ciências Luciana Azevedo, da Escola Municipal Malba Tahan, se rendeu às possibilidades que o universo da internet oferece e passou a inserir o uso da tecnologia no planejamento e na prática pedagógica para abordar o tema.

A mudança de abordagem veio após ela participar de uma formação do programa Recode em Escolas. “Eu não era adepta ao uso de tecnologias, mas mudei minha forma de pensar e minha prática. Tenho aprimorado minhas aulas e sempre pensado em novos recursos tecnológicos para utilizar”, contou.

Luciana, então, criou o aplicativo “Vamos Falar de Sexualidade”, que apresenta o assunto com uma linguagem jovem e acessível e permite o compartilhamento de conhecimento relevante, que já está presente no dia a dia dos alunos. Temas da realidade dos jovens — como mudanças no corpo, gravidez, aborto, métodos contraceptivos, gênero e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) – são abordados na ferramenta, deixando-os em contato com informação de qualidade, num ambiente digital, democrático e de fácil acesso.

quote luciana

A plataforma é dividida em duas partes: a teórica e a prática. Na primeira, há textos postados pela professora, enquanto na área prática, há quizz, vídeos e um mural onde os estudantes fazem perguntas de forma anônima. Ela ressalta que não há censura. “Eles tinham muitas dúvidas, mas não se sentiam à vontade para falar. Procuro, então, tratar o tema com naturalidade, e respondo a todos, mesmo as perguntas mais audaciosas.”

Para aprimorar o app, Luciana diz que ouve sugestões dos alunos. “Já fiz mudanças no app por indicações deles. Eles pediram mais quizz, não tinha jogos, e eu incluí. Eles são o meu termômetro. O app é para eles.”

Segundo ela, a Educação tem que caminhar junto à realidade dos alunos. E nessa dinâmica a internet é aliada, tornando o acesso ao conteúdo mais dinâmico e atrativo. Para Luciana, esse é um caminho sem volta. “Se ficarmos utilizando métodos arcaicos, jamais conquistaremos os alunos, e sempre vamos perder a atenção deles para o celular. A tecnologia vem enriquecer, facilitar, acelerar o processo de aprendizagem. Só precisamos saber utilizá-la.”

  • Thaís Loureiro Dias

    Adorei a ideia, mas naonão achei o aplicativo. É exclusivo para os alunos desta professora? Sou professora de ingles e evangelizadora espírita, gostaria de compartilhar o app com os jovens que tenho contato.