Tecnologias Exponenciais: Conheça as diferenças entre realidade virtual e aumentada e suas aplicações para impacto social

Nesta segunda matéria da série sobre Tecnologias Exponenciais, falaremos sobre as diferenças entre Realidade Virtual e Aumentada e como elas podem ser ferramentas para gerar impacto social positivo. A princípio, podem parecer a mesma coisa, mas possuem grandes diferenças entre si. Confira abaixo.

 

O que são?

Tanto a Realidade Virtual quanto a Realidade Aumentada têm finalidade de alterar a nossa percepção de mundo, trazendo ao nosso campo de visão elementos gráficos tridimensionais. São duas tecnologias próximas, que tem suas semelhanças, mas que funcionam de maneiras diferentes. O jeito que interagimos com elas também é distinto.

 

Mas afinal, quais são as diferenças entre elas?

A realidade virtual é a mais imersiva entre as duas. Por meio de um sistema operacional, acoplado a um óculos especial que projeta imagens em 3D, é possível inserir uma pessoa em uma outra realidade. A experiência em RV permite induzir efeitos visuais e sonoros para fazer com que uma pessoa seja transportada completamente para um ambiente completamente novo, podendo ele já existir ou não.

 

Já a realidade aumentada mistura elementos reais com os digitais, fazendo objetos virtuais interagirem com a nossa realidade. Com uma câmera ou dispositivo, você vê elementos virtuais interagindo com o mundo físico. Que nem no Pokemon Go. Na RA, mundo virtual é projetado para se encontrar com o mundo real.

 

Como elas podem gerar impacto social?

As possibilidades de utilização dessas tecnologias são inúmeras! Na medicina, por exemplo, um cirurgião pode ver sobre o paciente os dados de seus exames e o monitoramento de sinais vitais, sem precisar distrair a atenção para telas, ou um estudante pode entrar em uma simulação para conhecer e memorizar todas as partes do corpo humano que ele precisa aprender.

 

Já existem instituições de ensino que usam a Realidade Aumentada e Virtual em sala de aula como ferramentas de auxílio ao processo de aprendizagem. Um estudante pode aprender sobre o Universo viajando entre galáxias ou conhecer mais sobre períodos pré-históricos interagindo com dinossauros, por exemplo. Veja as tecnologias em prática para educação, com o Google Expeditions.

Quer conhecer mais sobre o assunto? Continue acompanhando o conteúdo do nosso blog e faça sua inscrição no evento #BoraTransformar, que propõe uma imersão no potencial das tecnologias para a criação de ideias de impacto positivo. A entrada é gratuita, mas as inscrições são limitadas. Contamos com a sua presença!