Como identificar notícias falsas na web

“Templo de Salomão é pichado por vândalos”
“Estudante de 17 anos descobre erro da Nasa e manda e-mail para avisar”
“Nas ruínas do World Trade Center, acharam uma câmera com um retrato do momento do atentado”

Apenas uma dessas notícias é verdadeira. Você consegue identificar qual?

Desde o começo da internet, ela é terreno fértil para propagação boatos. Um boato, também chamado hoje em dia de fake news, é uma mensagem que possui conteúdo alarmante e falso que geralmente tem como remetente ou autor alguma instituição de grande destaque ou órgão governamental. Só que quando paramos para prestar um pouco mais de atenção em seu conteúdo, é possível identificar informações sem sentido ou tentativas de golpes, como correntes ou difamações.

E agora? Como identificar uma notícia falsa?

Essa questão ganhou tanto destaque, que até o Facebook divulgou dicas de como não cair nesse tipo de golpe. E é mais simples do que parece.

Geralmente, só a fonte da notícia ajuda a ligar o “desconfiômetro” de quem lê. Mas fique ligado! As vezes até grandes canais midiáticos divulgam pautas que são desmascaradas depois. No caso da manchete sobre o templo de Salomão, até o canal oficial do órgão responsável pela atração divulgou o boato.

Quando o título traz algo de assustador também vale uma dupla checagem. Termos sensacionalistas são usados para gerarem alarde, mas só servem para isso mesmo: chamar atenção. Cuidado especial com manchetes que trazem ponto de exclamação e letras maiúsculas, por exemplo.

Até reportagens “boas” e que citam organizações confiáveis devem ser checadas. Há um tempo atrás circulou por grupos de mensagens uma notícia sobre uma suposta vacina que cura o câncer desenvolvida no Brasil. O hospital citado precisou divulgar uma nota em seu site oficial desmentindo a farsa.

Antes de compartilhar um link, é importante ver a data também. Uma notícia pode passar em todos esses testes, mas olhando o contexto temporal ela gera preocupação a toa. A um tempo atrás, internautas começaram a divulgar uma página que dizia que o dólar estava a menos de dois reais. Mas bastava um clique para perceber que aquilo se referia a dez anos atrás.

Ainda na dúvida?

Consulte sites especializados nesse tema, como E-farsas e o Boatos, que pegam casos de destaque analisam e divulgam o veredito final, dizendo se a matéria é verdadeira ou falsa. Notícias falsas tem consequências reais, além de ser crime previsto por lei, então se mesmo depois de todos esses passos ainda restar desconfiança, não passe adiante e pergunte ao autor a fonte da história.

Ah!

Entre a o Templo de Salomão, a NASA e o Word Trade Center, a notícia verdadeira é a da NASA!

  • Claudio Ventura

    top