Jovem quer levar parto humanizado para o Complexo do Alemão

A busca por parto humanizado tem aumentado no Brasil, país ainda recorde em cesarianas – por aqui, a cada 10 partos, 8,5 são cirúrgicos, enquanto o recomendado é 1,5, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), que chegou a relatar que há uma “epidemia” de cesáreas pelo mundo, em 2015.  Apesar da procura por parto natural e de qualidade estar em crescimento, esse quadro não tem se refletido na realidade de mulheres moradoras de periferias, que muitas vezes sofrem com violência obstétrica, prejudicadas pelo pouco acesso a informações sobre seus direitos.

Querendo transformar essa realidade, a assistente social carioca Camila Habdallah se dedicou a estudar sobre direitos femininos, se tornou doula e trabalhou como voluntária em uma maternidade. Ela quis ir além e levar seus conhecimentos para comunidades. Para ir adiante, Camila participou da formação de liderança social do Active Citizens, curso realizado por meio de uma parceria entre a ONG Recode e o British Council, Organização do Reino Unido voltada para relações culturais e oportunidades educacionais. O objetivo é reunir interessados em compartilhar ideias e desenvolver habilidades para serem agentes das mudanças em comunidades. Ao final, os alunos apresentam projetos desenvolvidos ao longo das aulas.

O projeto dela, o Maternidade Consciente, foi selecionado e, além de contar com um apoio financeiro para ser colocado em prática, Camila viajará ao Reino Unido, a convite do British Council, para ter uma formação global junto com outros protagonistas de mudanças sociais, vindos de diversos países. “Considero que a informação é a base para gerar mudanças significativas na sociedade, por isso vejo o programa Active Citizens como um marco na minha trajetória profissional e pessoal”, contou. “O projeto é uma oportunidade de ampliar meus horizontes pelo contato com outros projetos sociais e cidadãos interessados em fazer alguma diferença no mundo.”

A turma que ela estudou foi promovida na ONG Educap, que é nossa parceira, localizada no Complexo do Alemão. A escolha de fazer o curso na comunidade contribuiu para enriquecer a experiência, segundo ela. “Participar desse programa no Complexo do Alemão me levou a reflexão sobre a importância em estar conectado com pessoas e discutindo uma sociedade com maior senso de comunidade, buscando coletivamente soluções para problemas comuns.”

Evento para treinamento de facilitadores e líderes comunitários do programa Active Citizens, do British Council, com o apoio dos parceiros da RECODE. Ramos, Rio de Janeiro (líderes comunitários do Complexo do Alemão), 14.12.2016 fotos Zuppa Filmes (Eduardo Martino)
Foto: Zuppa Filmes (Eduardo Martino)

A ideia do Maternidade Consciente é que as gestantes participem de oficinas educativas, com equipe multiprofissional e sejam acompanhadas por doulas. Ao final da participação cada gestante do projeto que tiver 75% da presença nas atividades ganhará um fotolivro digital e uma cartilha sobre o parto humanizado elaborado com as participantes do projeto, para distribuição na comunidade.

Ficou interessado e também quer fazer mudanças em comunidades? Acompanhe no nosso blog outras histórias inspiradoras e oportunidades de cursos para transformar a realidade.

Box