Cyberbullying: Brincadeira ou violência?

Já ouviu falar do cyberbullying? São ofensas e humilhações feitas pela Internet. Mesmo que pareça coisa de criança, não é! Só existe brincadeira quando todos os envolvidos se divertem. Quando há uma relação desigual, em que uns se entretêm e outros sofrem, não é nada engraçado. Essa prática é crime e mesmo menores de 18 anos podem responder na justiça por atos de cyberbullying.

O bullying virtual pode ser até mais prejudicial do que o offline, porque geralmente tem um efeito multiplicador e de grandes proporções quando acontece. É um problema sério, mas ainda pouco conhecido ou subestimado por quem não sofre com esse tipo de ação. Muitas vezes encaram como uma brincadeira sem grandes consequências.

O cyberbullying deve ser denunciado e os responsáveis punidos. Como geralmente envolve crianças e/ou adolescentes, os adultos de confiança precisam ser informados para ajudar a resolver o problema. Já aconteceu ou está acontecendo com você ou com alguém próximo? Veja o que fazer!

  • Nunca responda;
  • Mostre o ataque a seus familiares e amigos íntimos. Pode parecer constrangedor, mas eles são as pessoas que mais podem ajudar você a se sentir em segurança e tomar possíveis providências;
  • Grave as mensagens, fotos, vídeos, inclusive o endereço completo da página e/ou número de telefone.
  • Acione o botão de denúncia nas redes sociais e nos sites, todas as plataformas têm essa opção e deletam conteúdos ofensivos.
  • Caso uma mediação reparadora e preventiva não solucione a questão, a vítima ou representante legal deve denunciar as infrações à polícia e na página da Safernet com as informações acima em mãos.

É muito importante denunciar esse tipo de comportamento, que não é prejudicial somente para o alvo das provocações, mas atinge também outras pessoas no meio virtual. É fundamental que a vítima saiba que não é culpada e receba apoio emocional dos familiares e amigos.

Fechar Menu