O que preciso saber sobre sexting?

Praticar sexting é trocar mensagens com textos, fotos e vídeos eróticos através, principalmente de celulares. Mesmo que seja perfeitamente legal (sendo entre maiores de 18 anos e consensual), é importante ter consciência dos riscos dessa prática e tomar certos cuidados.

Imagens de sexo e nudez tem alto poder viral, ou seja, se espalham rapidamente em diferentes serviços online. Mesmo que você não seja famoso como a atriz Carolina Dieckmann ou o ator Stênio Garcia, que tiveram suas fotos íntimas divulgadas por terceiros sem autorização, suas imagens podem, sim, “cair na rede”. Então, caso você seja adepto do sexting, é sempre bom se prevenir para evitar futuras dores de cabeça. Confira algumas dicas para não acabar exposto na rede:

  • Nunca envie seus materiais para desconhecidos.
  • Só troque esse tipo de mensagem com pessoas de confiança e se possível não envie fotos ou vídeos. Ao invés disso, mostre o arquivo para a pessoa do seu próprio celular e apague rapidamente.
  • Evite o máximo mostrar o rosto ou marcas facilmente identificáveis, como sinais de nascença ou tatuagens.
  • O recomendável é sempre deletar, mas se não for fazer isso, proteja seu aparelho com senha.
  • Para os mais novos é importante lembrar que se qualquer um dos envolvidos na troca de mensagens for menor de idade, a conversa se torna ilegal! É fundamental manter o diálogo sobre a sexualidade na infância e na adolescência.

Agora, se você é uma vítima e seu conteúdo íntimo foi divulgado a terceiros sem sua autorização, também existem meios de denunciar os responsáveis e remover os arquivos da web:

  • Guarde todas as provas: perfis dos envolvidos, capturas de tela, links etc.
  • Para conteúdos divulgados de maneira pública, a maioria dos sites de redes sociais tem mecanismos de denúncia dentro da própria plataforma e permitem a remoção do conteúdo ilegal. Quanto mais usuários denunciarem, mais rápida a ação do site.
  • Se não for possível acessá-lo publicamente, como um e-mail, grupos de conversas ou páginas privadas, é ainda mais importante preservar o máximo de capturas de tela possíveis, facilitando a ação policial de identificar os responsáveis.
  • Em ambos os casos, procure a Delegacia da Polícia Civil mais perto de onde mora e registre a ocorrência. Você também pode fazer a denúncia através do site do Ministério Público.

É muito importante registrar uma denúncia para que estas imagens não permaneçam anos na Internet e violem ainda mais a sua privacidade e intimidade.

Fechar Menu