Professora movimenta aulas on-line com campeonato de batalha naval

As aulas da professora Suzy Oliveira na cidade de Andrelândia, em Minas Gerais, fogem do lugar comum. Sem a tradicional rotina da sala de aula física, em função da pandemia, ela precisava se reinventar para manter o interesse dos alunos do oitavo ano do Centro Educacional Fundação Guairá, parceiro da Recode na cidade.

Uma das soluções encontradas foi um campeonato de batalha naval: “Foi tudo on-line, através do Excel. Muitos alunos usaram essa ferramenta pela primeira vez e adoraram. É um grande exemplo de como usar a tecnologia para ensinar a matéria”, destaca a docente.

Suzy nasceu no próprio município, mas foi viver em São Bernardo do Campo, em São Paulo, aos 4 meses de idade. Ela nunca abandonou, porém, o desejo de retornar e poder ajudar a região que tanto amava. O sonho acabou realizado em 2009 quando, já formada como engenheira ambiental, pôde voltar e atuar como voluntária em um projeto de educação ambiental da própria Fundação Guairá, onde hoje é professora. “Me apaixonei pela área da educação”, conta.

A vontade de pesquisar e levar novos conteúdos didáticos aos jovens se desenvolveu no início deste ano, quando participou da primeira onda de mentoria da Recode com o Colégio Guairá: “O programa foi fundamental para me ajudar a aplicar a tecnologia em minhas aulas, tornando-as mais lúdicas e dinâmicas. Hoje em dia, ela faz parte do nosso cotidiano. Não há mais como vivermos sem”, comemora.

Agora, a professora utiliza recursos e ferramentas sugeridas pela Recode nas aulas de matemática e física que leciona. Além do campeonato de batalha naval, ela também adotou o Miro, um quadro colaborativo on-line, e o Poll Everywhere, que permite uma interação em tempo real durante as videoconferências com os estudantes.

Fechar Menu