Rede Recode, Microsoft e OIJ fomentam conexão entre ONGs latino-americanas

As Organizações Não Governamentais da América Latina se diferenciam por seu alto compromisso e criação de propostas de valor para fazer frente a diferentes problemáticas, que como sociedade nos cabe enfrentar para buscar soluções que se traduzam em oportunidades para melhor qualidade de vida.

A falta de conectividade entre essas organizações implica em que muitas executem suas atividades de maneira isolada com recursos limitados.

Com a finalidade de fazer frente a este desafio e oferecer a possibilidade de vinculação, intercâmbio de experiências e acesso a recursos tecnológicos e de capacitação, a Rede Recode, a Organização Iberoamericana de Juventude (OIJ) e a Microsoft América Latina apresentaram virtualmente entre mais de 80 representantes de diversas organizações da Rede Latinoamericana de ONG’s de juventude y tecnologia.

Este projeto oferece às organizações a possibilidade de interagir e manter uma constante conexão através da plataforma de Yammer, uma rede social empresarial que ajuda a melhorar a colaboração em equipe, a compartilhar ideias, estimular a criatividade e tomar decisões mais rapidamente, com funcionalidades que vão desde conversas instantâneas a colaboração em equipe para o desenvolvimento de projetos de forma eficiente e segura. O lançamento desta rede nasce da consulta que a OIJ e a Microsoft realizaram em 2013 para identificar as inquietações e necessidades das organizações sem fins lucrativos da América Latina.

A pesquisa Mapeo de Organizaciones Juveniles vinculadas a la tecnología y a la sociedad de la información en América Latina, destaca de maneira prioritária a importância de favorecer dinâmicas de acesso e uso da tecnologia, uma ferramenta-chave para consolidar a participação juvenil na América Latina.

De acordo com a OIJ, na região existem diversas organizações juvenis que enfocam seus esforços para âmbitos de desenvolvimento comunitário de diferentes naturezas, como: educativa (28%), social (27%), educativa-social (20%), empreendedorismo (8%), entre outros.

Essas organizações concentram sua maior atividade em países como México, Argentina, Colômbia, Peru e Venezuela, onde, através de plataformas de redes sociais, criam vínculos com atores estratégicos além de facilitar sua comunicação externa, o que oferece a possibilidade de gerar maior número de contatos e acrescentar suas possibilidades de chegar a mais beneficiários e a outras organizações. A OIJ observou que 90% das Organizações Juvenis contam com alguma plataforma social e 73% têm um site para oferecer informação sobre suas atividades e projetos.

“A tecnologia representa para esta iniciativa um papel fundamental para reduzir a brecha de interconexão entre as organizações participantes, sendo Yammer o facilitador de intercâmbio de ideais e boas práticas que acompanhem o crescimento e o alcance de objetivos”, afirma Jennifer Brooks, Diretora Regional de Cidadania Corporativa para Microsoft América Latina.

Mediante este projeto, a Microsoft reafirma seu compromisso com a juventude e o empreendedorismo e o empreendedorismo da América Latina, que graças a ONG’s e outras instituições, conseguiram gerar projetos de mudança que repercutem no bem comum, utilizando não apenas a tecnologia da Microsoft, como a capacitação constante que se oferece para construir um amanhã com mais e melhores oportunidades.

www.yammer.com

Fechar Menu